Infestação do mosquito da dengue ainda é preocupante em algumas regiões de Mandaguari

O setor de Vigilância em Saúde e Epidemiologia da Secretaria de Saúde de
Mandaguari divulgou na manhã desta quinta-feira, 8 de abril, pó segundo
Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de
2021. O índice geral apresentou média de 1,1%, bem próximo do
preconizado pelo Ministério da Saúde, que é de 1%, mas em algumas
regiões, chegou próximo doa 3%.
Apesar de ter uma queda acentuada em relação ao primeiro levantamento,
um dos bairros com índice que ainda preocupa as autoridades de saúde é o
Jardim Esplanada, que no começo do ano tinha 10,95% de infestação e
agora aprece com 2,94%. Em seguida está a região central da cidade, com
índice de 2,15%. As demais regiões apresentam números entre zero e
1,27%.

PREVENÇÃO
          A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de
acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor
da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas,
embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos,
vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água,
tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Categoria:Diario De Mandaguari