Acolhimento temporário, transformação para a vida inteira

Às vezes, tudo que uma criança precisa para atravessar uma turbulência em sua vida familiar, é ser acolhida por outra família. Conheça o Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora de Mandaguari e veja como isso pode ser feito.

Este serviço capacita e acompanha famílias e indivíduos que desejam acolher temporariamente em seu lar crianças/adolescentes que, por determinação judicial, precisam de proteção.

INSPIRAÇÃO

“...mas com carinho e bondade/ de quem já criou os seus/ focada no que aprendeu/ com a equipe profissional/ segue firme o ideal/ com a fé que jamais perdeu”. Este é um trecho do poema Lar de Acolhimento, escrito pelo juiz Deni Luis Dalla Riva, de Camapuã, no Mato Grosso do Sul, que trabalha com acolhimento familiar há 14 anos naquela comarca.

A intenção do juiz é divulgar a dinâmica dos acolhimentos, ainda que de forma sucinta, e prestar uma homenagem às famílias acolhedoras, porque delas principalmente depende o sucesso do acolhimento familiar. No entender do magistrado, é preciso reconhecer e valorizar as famílias acolhedoras para que se eleve o número de crianças acolhidas neste sistema que ainda luta para se estabelecer no Brasil.

“Ainda me causa espanto que, 11 anos após a lei estabelecer que o acolhimento familiar terá preferência ao acolhimento em instituições de acolhimento, cerca de 95% das crianças acolhidas no Brasil estejam em instituição coletiva e apenas cerca de 5% em acolhimento familiar”, declarou Deni.

SERVIÇO

Para mais detalhes deste novo serviço entre em contato com:

(44) 99183-0140 ou 3133-1067. E-mail: familiaacolhedora@mandaguari.pr.gov.br. End. Avenida Presidente Vargas, 347, fundo, Centro.

Categoria:Diario De Mandaguari