Sequestrador do irmão de Zezé di Camargo é um dos presos que fugiram de Piraquara

Membros do Primeiro Comando da Capital (PCC) estão entre os presos que fugiram em ação fortemente armada da Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP I) na madrugada desta terça-feira (11), segundo a relação divulgada pelo Departamento Penitenciário do Paraná (Depen). Entre os 29 fugitivos está Ozélio de Oliveira, apontado como um dos líderes da facção em Roraima e um dos responsáveis pelo sequestro de Wellington Camargo, irmão dos cantores Zezé di Camargo e Luciano, em 1998.

O crime completa 20 anos no próximo mês de dezembro e durou 94 dias, gerando uma enorme comoção nacional na época. Wellington, que é deficiente físico, teve um pedaço da orelha arrancado pelos criminosos.

Conhecido como Sumô e Gardenal, Oliveira cumpre pena de 108 anos de prisão pelos crimes de roubo, furto e homicídio. Como uma das lideranças do PCC, ele é suspeito de, mesmo preso, estar envolvido na chacina comanda pela facção em uma penitenciária em Boa Vista, Roraima, em janeiro de 2017.

Sumô coleciona fugas de presídios. Em 2002, ele escapou de um presídio em Maceió, Alagoas. Em 2006, fugiu do Presídio Estadual de Foz do Iguaçu e, em 2017, por muito pouco não fugiu da própria PEP I, que sofreu uma ação orquestrada semelhante à desta terça-feira. Na época, ele só não escapou porque havia torcido o pé na ação, que causou a fuga de 28 presos.

Tribuna do Paraná 

Categoria:Diario De Mandaguari

Deixe seu Comentário